Seguidores

domingo, 28 de agosto de 2016

PERDÃO SENHOR!


PERDÃO SENHOR!

     Não tenho mantido minha palavra de início assumida e ao me distrair com este mundo secular deixei o compromisso se deteriorar. Procurei levar consolo anunciando Sua Palavra mas pouco me fiz ouvir. As opiniões não podem ser manifestadas e nossas interpretações precisam estar de acordo com o pensar daquele que a exprime sob pena de julgamento prévio e até condenação. Sinto queimar minha carne e com o espírito consumido pela dor da rejeição posso avaliar tua dor...
"Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de dores e experimentado no sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima." Isaías 53:3.
Entrego a minha ferida em Tuas mãos... 
"Senhor, eu não consigo agradar a todos o tempo todo, eu falhei. Me concentrarei em agradar a Ti e não aos homens. O resto deixarei em Tuas mãos, Senhor. Concede-me favor diante de ti e diante dos homens e continua a me transformar à imagem de Teu Filho"
Tenho um coração grato Senhor!

                                                  Regina Vicentini

                                                                 28/08/2016
    







sábado, 20 de agosto de 2016

ESTÁ PREPARADO PARA O AMANHÃ DE SUA VIDA?



ESTÁ PREPARADO PARA O AMANHÃ DE SUA VIDA?

     Como será o nosso amanhã? Estamos preparados? Ele o nosso futuro pode estar mais próximo do que possamos imaginar, E eu não falo do domingo que se aproxima, onde já organizamos os cardápios, as reuniões em família, os passeios, aquele encontro tão esperado e o culto na Igreja. Bem pelo contrário, falo de um dia que pode ser bem sofrido pelas feridas que corroem nossas carnes em leito de dor. Onde a impotência passa a dominar nossa vontade e nos impede de agir dilacerando nosso amor próprio e subjugando nosso EU. Aonde então, estará nosso orgulho que imperava nosso domínio se apenas conseguimos abrir e fechar os olhos e pensar, impedidos de reagir diante das circunstâncias que nos prendem ao leito. O amanhã pode estar bem ali, a mudança que nos fará prisioneiros de um mundinho pequeno esquecido de muitos e que nos fará voltar ao passado e rever a nossa imprudência de isolamento e da falta de preparo. Assisti minha vozinha materna acometida por uma trombose súbita que a jogou num leito, onde sobrou apenas o membro superior esquerdo e que por graças era ele que, com uma varinha conseguia fechar a porta de seu pequeno quarto do barraquinho em que vivia assolada pelo medo da solidão desprotegida. Não porque lhe faltou amor da família, mas porque o orgulho de sua independência precisou acompanhá-la até o fim. 
     Está preparado para o amanhã de sua vida? Escolha então deixar o orgulho e abraçar as possibilidades de um futuro melhor. Mesmo que em leito, sejamos rodeados de quem amamos e convidamos para permanecer conosco até o fim. E mesmo que não haja ninguém lembre-se que a sementinha plantada no passado vai germinar e nascer para estar com você no último suspiro. 
     Eu sei, Jesus estará!

                                  Regina Vicentini

                                                         20/08/2016






























sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O DIA EM QUE PERDI MEU GUARDA-CHUVA


O DIA EM QUE PERDI MEU GUARDA-CHUVA

     Certamente alguém, assim como eu, já perdeu o guarda-chuva e metaforicamente usar esse termo é revelar o dia em que perdemos o chão, o sentido da vida e a porta para o futuro. Sabe aquela bolha de sabão colorida que corremos atrás quando criança e repentinamente estoura, então? É exatamente disso que falo, o dia em que todos os sentidos que te levaram ao encalço de um futuro colorido implodiu. Uau! Pensei ser uma artista ao modo de Da Vinci e usei em minha obra de arte as tintas das expectativas, e aos poucos a aquarela barata foi destruída pelas lágrimas quentes das decepções. Pequei contra minha ingenuidade porque coloriram minha fantasia com palavras que nunca deveriam ser proferidas. E não houve outro jeito, perdi meu guarda-chuva. Joguei a chave fora, guardei o meu melhor para enfeitar a minha casa interior, e lá, num cantinho especial encontrei a me esperar quem verdadeiramente me ama Jesus! Foi bom perder o guarda-chuva. Posso agora andar sobre as nuvens!
        Te amo Yeshua!

                                           Regina Vicentini

                                                              19/08/2016