Seguidores

domingo, 18 de dezembro de 2016

O QUE ELES PRECISAM SABER


O QUE ELES PRECISAM SABER

     Deus fez o homem, dotado com qualidade e força especificas. com uma inteligência nata ou com todas as possibilidades de adquiri-la para lutar e vencer por seus ideais. E mais: "E criou Deus o homem à sua imagem;à imagem de Deus o criou..." Gênesis 1:27. Como imaginar? Deus olhou a Si mesmo e fez o homem! A importância deste fato real é saber que todos os homens são semelhantes a Deus, mas a indignação e constatar que poucos se dão conta disso. Aguçada Sua misericórdia, Ele não deixou o homem seguir só e lhe entregou uma companheira para que juntos fossem completos em tudo. Deus desejou, agiu e demonstrou amor às suas criaturas e permanece agindo e demonstrando a supremacia deste amor para que venhamos a nos tornar filhos Seus. 
    Então? Como você, homem, semelhante a Deus, demonstra seu amor?
    Li em recente reportagem sobre o ponto G das mulheres, também conhecido como ponto de Grafenberg em referência ao ginecologista alemão Ernest Grafenberg primeiro médico da atualidade a criar a hipótese de tal área. Veja bem, hipótese não é uma verdade, mas uma suposição. Desnecessário explicar já que, os homens são dotados de inteligência e portanto desconsiderem qualquer hipótese de conquista. Uma mulher é conquistada exatamente pela audição e pela ação. Se você tentar conquistar sua amada pelo muito falar e não agir, de nada valerá. Os homens que demonstram com ações seus sentimentos se dão bem melhor. Aja como Aquele que te criou e demonstre seu amor sempre. A garantia de sua felicidade está em assemelhar-se realmente a Deus. Demonstre o seu amor e seja feliz!

                                      Regina Vicentini

                                                               18/12/2016













quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

A PROFESSORA VIDA



A PROFESSORA VIDA

     Alguém me perguntou aonde buscava temas para escrever e eu respondi: Não busco, eles apenas nascem entre algumas confusões de pensamentos e insistem em ficar, crescendo em diferentes direções, mas confesso algumas vezes são indagações da minha própria mente. E mais uma vez, durante boa parte da manhã me detive sobre uma inversão de valores e de como seria isso? A vida é sim uma excelente professora, mas sob a direção de um Deus Sábio e Soberano.  O pequeno ser humano é um inexperiente curioso, com necessidade de tocar em tudo e levar a boca para realmente conhecer o que os pequenos olhos admiram. A criança enche o coraçãozinho de desejos e vontades e o adolescente carrega uma enorme mochila de perguntas sem respostas, numa fase de se valorizar sem experiência, menosprezando àqueles que na sua frente já chegaram. E quando em tempo de faculdade, a espera de um diploma confunde com uma experiência que apenas teve seu início. Já o idoso dotado de conhecimentos e experiências de uma vida que se esvai aos poucos não tem mais vontades e desejos. Paro então, e colocando os tim tins por tim tins inverto o ponto inicial da vida, começando encher uma universidade com bebes cheios de sábios conhecimentos; crianças sem vontades e desejos, pois já experimentaram o que há de melhor. Adolescentes sem perguntas, cheios de respeito; universitários favorecidos pelos conhecimentos e idosos satisfeitos e felizes sentindo o cuidado da vida. 
    A vida é um exímia professora e vai colocando todos os pingos nos "is" até que estejamos prontos e embalados numa pele de papel crepom para a viajem. Matriculada nesta escola tenho feito de um tudo para ser aprovada. Sei que quando eu voltar para casa lá estará me esperando meu Salvador de braços abertos. Aleluia!

                                                   Regina Vicentini

                                                                       08/12/2016















transformando numa creche de pequenos e experientes seres humanos

domingo, 27 de novembro de 2016

SOLIDÃO DA ALMA


SOLIDÃO DA ALMA

       De repente a gente puxa a respiração até o fundo e quando solta, uma dor aguda e profunda nos faz encolher até a idade de pequeno feto. Isso é a solidão da alma onde o nada é o companheiro constante e os dias vazios parecem se repetir. Um repentino sobrevivente pensamento faz-nos lembrar que lutamos diariamente para que isso não acontecesse, mas tudo em vão. E percebemos que ao redor muitos vivem e transitam, mas parecem não nos enxergar. Isso é a solidão da alma, só nós a sentimos. Tudo que sonhamos, o que esperamos e desejamos, não aconteceu. As esperanças viram um acumulado de cinzas que o vento vai levando. Embora tenhamos colocado muita fé de que tínhamos algum valor, não fomos reconhecidos. De que vale um coração transbordando de amor se tem horas que precisamos ser duros e fechar a porta? Isso é a solidão da alma. Decepções, mágoas, desprezo são as causas que podem levar o ser humano ao fim da vida pela solidão da alma. Você já se sentiu assim? Eu já. Só que eu não me contentei com essa agonia e procurei algum modo de sacudir o meu interior. Descobri então que não estou só, que tenho o melhor dos companheiros e amigo. Para os meus questionamentos eu encontro todas as respostas Naquele que verdadeiramente me ama, Jesus! Se indago porquê, Ele tem três respostas: sim, não ou ainda não. Todos os dias se tornaram preciosos porque sei ser preciosa para Ele e isso é o máximo que um ser pode experimentar. 
     Grata por me amar assim Jesus!

                                              Regina Vicentini

                                                                    27/11/2016